Na foto, o candidato a prefeito do partido Novo, que pretende Santos como capital nacional do empreendedorismo

Continuam, nesta terça-feira (20), às 21 horas, as ‘lives’ do sindicato dos servidores estatutários (Sindest) com os candidatos à prefeitura de Santos. Desta vez, com João Villela (Novo).
Santista, empresário e advogado, o candidato quer Santos “em um novo rumo, com inovação e eficiência. Uma cidade que não perca a oportunidade de voltar a crescer com liberdade e dignidade”.

Na sexta-feira, ‘live’ foi
com Carlos Paz, do Avante

Na sexta-feira (16), o candidato Carlos Paz de Souza Castro (Avante) falou de suas propostas e de seu passado como sindicalista dos funcionários da receita federal.
Presidente de honra do sindicato dos servidores da carreira administrativa do estado de São Paulo (Sindcaesp), ele disse que, se eleito, governará em parceria com o funcionalismo.
“Conheço o outro lado, o lado do sindicalismo”, disse Carlos, lembrando que respondeu a processo administrativo por suas atividades como sindicalista.
Recordou que, em 2005, foi um dos líderes da greve dos funcionários da receita por quatro meses, com adesão de 97% da categoria. “Os gestores precisam entender que servidor não é custo e sim investimento”.

Auditoria
nas licitações

Segundo ele, o Brasil é um dos países com o menor número de servidores por habitante. Por isso, colocou-se contra a privatização dos serviços públicos.
“Sem servidor, não há administração. Quero administrar a cidade junto com o funcionalismo”, disse Carlos, garantindo que proporcionará a ascensão do trabalhador público na carreira.
Lamentou que a prefeitura de Santos “só trabalha com os mesmos grupos empresariais” e disse que os empresários “visam apenas lucros”, mas não os interesses da coletividade.
Aposentado em 2019, após 32 anos na receita federal, o candidato defende auditorias externas nas licitações públicas, um serviço, segundo ele, gratuito.

Contra
Rogério Santos

As ‘lives’ do Sindest com os candidatos começaram em 4 de setembro e por ela já passaram Thiago Andrade (PCdoB), Douglas Martins (PT), Antônio Carlos ‘Banha’ Joaquim (MDB), Tanah Corrêa (Cidadania), Moysés Fernandes (PV) e Bayard Umbuzeiro (PTB).
Fábio Pimentel, presidente do Sindest, diz que todos os candidatos foram convidados, menos o do PSDB, Rogério Santos, porque, segundo ele, o prefeito Paulo Barbosa, do mesmo partido, “não cumpriu palavras empenhadas com a categoria”.

Próximos
convidados

Vicente Cascione (Pros) estará na ‘live’ de sexta-feira (23). Na terça-feira (30), será a vez de Márcio Aurélio (PDT). A diretoria procura agendar ainda Carlos Alberto de Sá Romano (DC), Ivan Sartori (PSD) e Marcelo Coelho (PRTB).

Siga e Compartilhe
error0

Sem Comentários

Você pode postar primeiro comentário resposta.

Deixe Um Comentário

Por favor, insira seu nome. Digite um endereço de e-mail válido. Digite uma mensagem.