Os trabalhadores nos três cemitérios de Santos, os operadores sociais de lares-abrigos e os agentes de zoonoses terão as gratificações conquistadas na campanha salarial deste ano.
Foi o que o prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) garantiu ao presidente do sindicato dos servidores estatutários municipais (Sindest), Fábio Marcelo Pimentel, na tarde desta terça-feira (5).
Após a audiência, o sindicalista presidiu assembleia dos três segmentos, expôs a garantia dada pelo prefeito e propôs a continuidade da mobilização até o desfecho, previsto para a primeira semana de dezembro.
A assembleia aprovou a estratégia do sindicato, manteve seu caráter permanente, podendo se reunir a qualquer momento, e ficou em ‘estado de alerta’ até a sanção de seis projetos de lei anunciados pelo prefeito.

‘Tenho
palavra’

“É a minha palavra”, disse o prefeito, diante de Fábio, de outros diretores do Sindest, do secretário municipal de gestão, Carlos Teixeira Filho ‘Cacá’, e do chefe de gabinete, Sylvio Alarcon. “Pode anunciar”.
Reafirmando sempre que tem palavra, Paulo Alexandre anunciou que mandará à câmara de vereadores, até o final de novembro, três projetos de lei garantindo a gratificação aos três segmentos.
Disse ainda que mandará à votação outros três projetos. Um deles diz respeito ao Degepat (departamento de gestão de pessoas e ambiente de trabalho), outro ao Derat, da Saaf, e o terceiro aos operadores de som.
No desfecho da campanha salarial da data-base de fevereiro, o prefeito comprometeu-se a gratificar os três primeiros segmentos por meio de projetos de leis, o que ainda não fez.
Diante da notificação, aprovada em assembleia na quinta-feira retrasada (24), junto com outras atividades de mobilização, Paulo Alexandre convocou o sindicato para a negociação desta semana.

Siga e Compartilhe
error0

Sem Comentários

Você pode postar primeiro comentário resposta.

Deixe Um Comentário

Por favor, insira seu nome. Digite um endereço de e-mail válido. Digite uma mensagem.