Coveiros (foto), operadores sociais e agentes de zoonose têm assembleia, nesta quinta-feira, no Sindest

Os trabalhadores nos três cemitérios de Santos, os operadores sociais de lares-abrigos e os agentes de zoonoses terão assembleia nesta quinta-feira (24), às 19 horas, no sindicato dos servidores estatutários municipais (Sindest).
O presidente do sindicato, Fábio Marcelo Pimentel, diz que o culpado pelo “grande descontentamento dos profissionais é o prefeito (Paulo Alexandre Barbosa, PSDB), que não cumpre o acordo coletivo de trabalho deste ano”.
O sindicalista explica que, no desfecho da campanha salarial para a data-base de fevereiro, o prefeito comprometeu-se a gratificar os três segmentos por meio de projetos de leis. “Já se passaram oito meses e, até agora, nada, apesar das nossas pressões”.
Segundo o presidente do Sindest, a gratificação do pessoal dos cemitérios Paquetá, Filosofia e Areia Branca seria de R$ 600. “Essa expectativa se arrasta há anos”.
Os operadores sociais das casas municipais de acolhimento da população pobre também aguardam há anos, segundo o sindicalista, uma gratificação de R$ 500.
E os agentes de zoonoses “estão cansados de esperar, também por anos a fio”, o reenquadramento do nível ‘g’ para nível ‘i’, “aumentando um pouco seus parcos salários”.
A assembleia será na sede do Sindest, na Avenida Afonso Pena, 123. Para Fábio, “o descaso do descumprimento de acordo merece uma ação dura”.

Siga e Compartilhe
error0

Sem Comentários

Você pode postar primeiro comentário resposta.

Deixe Um Comentário

Por favor, insira seu nome. Digite um endereço de e-mail válido. Digite uma mensagem.