Na foto, a assembleia desta quinta-feira, que contou com a participação de segmentos beneficiados pelo acordo.

Em assembleia na noite desta quinta-feira (21), os servidores municipais estatutários de Santos aprovaram acordo com a prefeitura para a data-base de fevereiro.
O reajuste salarial foi de 3,9%, um pouco acima do índice nacional de preços ao consumidor amplo (ipca). O reajuste da cesta básica e do auxílio alimentação foi de 5%.
A assembleia avaliou que, na atual conjuntura, quando se fala em revogação de direitos e benefícios, o acordo foi razoável. Todos os direitos adquiridos estão mantidos.
Os participantes da assembleia consideraram positivo o reenquadramento de algumas categorias que há anos lutavam por essa reivindicação.
É o caso dos servidores que atuam nos cemitérios municipais, agentes de zoonoses e operadores sociais dos serviços de acolhimento (estes com revisão de escala).
Houve também reenquadramento dos contadores, administradores e economistas e haverá estudo visando promoção e hora aula para os professores.
O acordo prevê o pagamento da participação direta no resultado (pdr) de 2017 e 2018, concurso interno para a guarda municipal e capacitação dos guardas para trabalharem armados.

Aumento
para a Capep

O acordo estabelece acréscimo de 0,5% na contribuição da prefeitura à caixa de assistência à saúde do servidor (Capep saúde) por 12 meses.
E atendimento preferencial para pagamento de pecúnia aos servidores que requerem o benefício no caso de doenças graves. Pecúnia é o valor de licença-prêmio não gozada.
O Sindest representa os dez mil servidores e 5.600 aposentados estatutários admitidos por meio de concurso público e continuará negociando cláusulas sociais com a prefeitura.

Siga e Compartilhe
0

Sem Comentários

Você pode postar primeiro comentário resposta.

Deixe Um Comentário

Por favor, insira seu nome. Digite um endereço de e-mail válido. Digite uma mensagem.