O pagamento do 13º salário dos 11 mil servidores públicos da ativa e de 3 mil aposentados da prefeitura de Santos somente em 28 de dezembro “é um absurdo cometido por um mal pagador”.
A declaração do presidente do sindicato dos servidores estatutários (Sindest), Fábio Marcelo Pimentel, não para nisso: “É muita incompetência na gestão da cidade”.
Para o sindicalista, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) “deveria ter se programado para pagar o direito do funcionalismo dentro do prazo estabelecido por lei”.
Fábio explica que o benefício não é conhecido por 13º salário, mas por abono de Natal, que deve ser pago até 24 de dezembro. E ironiza: “O pessoal receberá o abono de Natal após o Natal”.
Nesta sexta-feira (22), ele reunirá o jurídico do sindicato para definir medidas judiciais contra a prefeitura. Eles decidirão se o processo será para cobrar juros de mora ou apontar improbidade administrativa.
“Alguma medida tomaremos, para que o problema não se repita nos próximos anos. O que não podemos é deixar passar em branco, como se fosse a coisa mais normal do mundo esse atraso”, finaliza Fábio.
Sindicato dos Servidores Estatutários Municipais de Santos (Sindest, filiado à Fupesp e NCST).
Rua Monsenhor de Paula Rodrigues, 73, Vila Mathias, Santos, 13-3202-0880, contato@sindest.com.br , www.sindest.com.br .
Presidente: Fábio Marcelo Pimentel. Diretor de imprensa: Rogério Catarino.
Redação e fotos: Paulo Passos MTb 12.646, matrícula sindical 7588 SJSP.
Siga e Compartilhe
0

Sem Comentários

Você pode postar primeiro comentário resposta.

Deixe Um Comentário

Por favor, insira seu nome. Digite um endereço de e-mail válido. Digite uma mensagem.